Dieta da proteína

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Para atingir o peso ideal, muitas pessoas resolvem por conta própria mudar a alimentação radicalmente e aderir a diversos tipos de dieta. Hoje em dia, existem uma variedade muito grande de dietas, como a dieta da lua, a dieta da sopa, entre outras. Mas estudos comprovam que um tipo de alimentação eficaz é a dieta das proteínas.

Neste artigo ensinaremos o que é a dieta da proteína, além de dar várias dicas de como perder a barriga em poucos dias.

O que é a dieta da proteína?

Inicialmente, a dieta era indicada somente para pessoas que queriam ganhar massa muscular e fazer a manutenção diária, mas pesquisas comprovam que, ao mesmo tempo, ela também ajuda a perder peso. Desde então, cada vez mais pessoas em busca do corpo ideal aderem a esse tipo de alimentação.

Como o próprio nome diz, a alimentação é à base de proteínas, com demais alimentos inclusos no cardápio conforme o tempo. Isso acontece porque é preciso diminuir a quantidade de carboidratos e aumentar a de proteínas, porém, não se deve abolir os carboidratos radicalmente do cardápio.

Objetivo do cardápio rico em proteína

O objetivo da dieta é aderir mais músculos e perder barriga em poucos dias, principalmente sem passar fome. A alimentação à base de proteínas faz com que o organismo demore a digerir e absorver estes alimentos.

Assim, o organismo transforma a gordura para produzir energia, levando, então, à tão desejada perda de peso. As proteínas favorecem para que as curvas do corpo fiquem mais acentuadas e também são capazes de criar mais músculos, acelerando o metabolismo e queimando as calorias.

A sensação de saciedade é prolongada, fazendo com que a pessoa não sinta quase nenhuma de vontade de ingerir alimentos com carboidrato, como doces, pães e massas brancas. Ao reduzir a quantidade de porções de carboidratos, o nível de insulina diminui na circulação do organismo.

Alimentos ricos em proteínas magras possuem baixo teor de gordura e fazem parte da alimentação, como frango, feijão, carne vermelha sem gordura, clara de ovo, proteína em pó de soro de leite, queijo cottage, requeijão e laticínios com baixos índices de gorduras, além de peixe, atum, salmão e outros frutos do mar.

Para a dieta funcionar e você consiga perder peso o ideal é ingerir também frutas, verduras, castanhas, legumes, leite e demais alimentos em pequenas porções e com baixo nível de açúcar.

Todo cuidado com a alimentação modificada é pouco. Por isso, é preciso sempre procurar um nutricionista e não iniciar a dieta por conta própria. Pessoas com problemas nos rins devem evitar fazer esse tipo de dieta. O risco de desidratação, dores de cabeça, tontura, náuseas e fraqueza podem aumentar quando o cardápio não é indicado por um profissional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *