Dieta Mediterranea

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Emagrecer de maneira saudável é um dos principais objetivos das pessoas atualmente. Para isso, várias dietas apareceram nos últimos tempos com esse o objetivo de devolver ao cidadão o seu peso ideal.

Uma dessas novas dietas é a Mediterrânea. Se você não sabe do que se trata, fique tranquilo e veja um pouco mais dela na sequência.

O que é dieta Mediterrânea?

Essa dieta é baseada na alimentação dos países que formam a região do mediterrâneo, como Itália, Espanha, Grécia, Egito, Líbia, Marrocos, Turquia e Líbano, países banhados pelo Mar Mediterrâneo. Embora esses países sejam diferentes em diversos aspectos, compartilham muitas semelhanças, como o clima, temperatura e solo que influenciam na agricultura e, consequentemente, nos costumes alimentares da população dessa região.

O cardápio mediterrâneo se caracteriza pela riqueza do consumo de frutas, hortaliças (verduras e legumes), cereais, leguminosas (grão-de-bico, lentilha), oleaginosas (amêndoas, azeitonas, nozes), peixes, leite e derivados (iogurte, queijos), vinho, azeite de oliva e uma enorme variedade de ervas de cheiro, que dão cor e sabor especiais a esta essa culinária.

Além disso, é caracterizado por um baixo consumo de carnes vermelhas, gorduras de origem animal, produtos industrializados e doces, alimentos ricos em gordura e açúcar.

Quais são as vantagens da dieta mediterrânea?

A dieta mediterrânea possui alimentos fontes de vitaminas, minerais, ácidos graxos mono epoli-insaturados, fibras e antioxidantes. Além disso, possui como vantagem o baixo consumo de alimentos ricos em gordura saturada, como as carnes vermelhas e produtos lácteos gordurosos. Diminuindo assim, o risco de doenças crônicas não transmissíveis, e aumentando a longevidade.

Em contrapartida, uma das únicas desvantagens apontadas na dieta do mediterrâneo está relacionada à ingestão do vinho. O vinho deve ser consumido com moderação, não ultrapassando uma taça ao dia.

A dieta mediterrânea ajuda a obtermos uma alimentação correta?

A resposta dessa pergunta é sim. A rotina alimentar desta dessa dieta é baseada na alimentação da região mediterrânea com alto consumo de frutas, verduras e legumes, cereais, leguminosas, oleaginosas, peixes e vinhos, visando, uma alimentação equilibrada.

Com a reeducação alimentar proposta por ela, você aprende a fazer as melhores escolhas e que ter uma alimentação variada é fundamental para emagrecer com saúde, e para se mantendo manter em forma por muito mais tempo.

Quais são as dificuldades para se seguir a dieta mediterrânea?

Para seguir a dieta do Mediterrâneo você deve incluir em seu cardápio os alimentos que compõem a dieta. No entanto, você não irá aprender a quantidade ideal do consumo desses alimentos para ter uma alimentação nutrição  realmente equilibrada.

Por mais que você tenha uma lista com alimentos a serem consumidos para atingir uma alimentação equilibrada. Você , você não conta com ferramentas para te auxiliar no processo do emagrecimento e não consegue avaliar se está perdendo peso da maneira correta sem comprometer sua saúde.

Sendo assim, podemos constatar que a dieta mediterrânea possui as suas dificuldades de ser seguida, mas os benefícios também serão grandes.

O que você achou dessa matéria? Acha que ela pode solucionar alguns problemas sobre essa questão?

Não deixe de comentar, compartilhar e mostrar para aqueles que estão interessados sobre esse assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *