Dietas para emagrecer rápido

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Emagrecer é a nova ordem, e ninguém quer ficar de fora dessa. Além do exercício físico, algo primordial para essa condição ser alcançada, existe várias dietas que podem nos ajudar para emagrecer de maneira rápida e saudável.

Veja agora algumas dessas formas que nos ajudam a emagrecer.

Dieta Atlântica

A dieta atlântica é boa para emagrecer, mas é especialmente indicada para prevenir e tratar doenças cardiovasculares porque é rica em gorduras saudáveis e em antioxidantes. A dieta atlântica é baseada no cardápio tradicional português e, por isso, também é chamada de dieta atlântica de Portugal.

Os principais alimentos da dieta atlântica são legumes, peixes e azeite. O azeite é utilizado tanto na confecção dos alimentos como no tempero de legumes e nas saladas. É indicado também o consumo de peixe e de mariscos, assim como o consumo de uma boa quantidade de legumes cozidos e verduras em todas as refeições. Essa dieta também permite vinho tinto às refeições, massas integrais, carnes vermelhas em quantidade moderada e laticínios

Além disso, nesta dieta se exclui o consumo de alimentos processados, açúcares e frituras que são os principais alimentos prejudiciais para a saúde do coração.

Dieta Ortomolecular

A dieta ortomolecular foi desenvolvida pelo químico americano Linus Pauling. O objetivo dessa dieta é restaurar o equilíbrio do organismo através da ingestão de alimentos.

Quem deseja seguir essa dieta, deverá consultar um médico, que solicitará um mineralograma capilar, que é um exame feito nos fios de cabelo e um exame de sangue para constatar quais vitaminas e aminoácidos estão em falta.  Após analisar os resultados desses exames, o médico prescreverá fórmulas manipuladas para que haja equilíbrio no seu organismo.

Além disso, essa dieta substitui os alimentos industrializados por alimentos in natura, carboidratos refinados pelos integrais, leites e derivados integrais por desnatados, e carnes vermelhas por aves sem pele, peixes e clara de ovo.

Proíbe o consumo de carne vermelha e gema de ovo. Os carboidratos simples (pão branco, arroz branco) são proibidos na última refeição do dia.

Cada indivíduo necessita de uma suplementação específica, então essa é uma dieta bem individual, não sendo possível seguir a mesma do seu colega, pois as necessidades nutricionais serão diferentes, o que torna obrigatória realizar a consulta médica previamente.

Dieta dos pontos

Contar calorias por meio de pontos. Nessa dieta, criada pelo endocrinologista Alfredo Halpern, da Universidade de São Paulo, o cálculo de calorias que podem ser consumidas é feito por meio do peso, altura, sexo, idade e o nível de exercícios físicos que a pessoa pratica. Ou seja, cada um deve consumir um número de pontos por dia.

O objetivo é somar o que se come o dia inteiro atingindo sua meta de pontos diários. E é imprescindível anotar os pontos. Outra vantagem de contar os pontos é permitir com que as pessoas convivam com os alimentos proibidos, exercitando o autocontrole, atitude essencial para uma reeducação alimentar.

Com base no número de pontos (um ponto equivale a 3,6 calorias) que é calculado em cima de características individuais, cada um pode criar o seu cardápio de acordo com suas preferências nutricionais, os pontos são simplesmente para facilitar a contagem.

O que você achou dessa matéria? Acha que ela pode solucionar alguns problemas sobre essa questão?

Não deixe de comentar, compartilhar e mostrar para aqueles que estão interessados sobre esse assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *